CAPOEIRA ORIGEM INDÍGENA - Parte 02 - Tucumã Brasil © Plataforma de difusão cultural

Follow Me On Instagram

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here
CAPOEIRA ORIGEM INDÍGENA - Parte 02

CAPOEIRA ORIGEM INDÍGENA - Parte 02

Share This
Caros amigos leitores e seguidores do site Tucumã Brasil, eu Douglas Tessuto conhecido no mundo da capoeira por Professor Pelicano, sou um historiador de assuntos relacionados a origem da capoeira, sempre dou ênfase a questão indígena, buscando fontes e expondo polêmicas quanto este assunto interessante, cheio de dúvidas e de incertezas nas discussões sobre essa fantástica arte.
Existem diversas teorias quanto a origem da capoeira, "
A discussão é interminável entre Pesquisadores, Folcloristas, Historiadores e Africanistas sobre a origem da Capoeira se africana ou indígena? "
Podemos observar isso, desde a época das Maltas de capoeira carioca, pois existiam dois grandes grupos de maltas que se destacaram na história, um eram
Os Nagoas atuavam na periferia chamada de Cidade Velha. Eram ligados aos monarquistas do Partido Conservador e tinham uma tradição escrava e africana. Os chapéus eram sinais que diferenciavam os integrantes das duas grandes maltas. Os Nagoas usavam chapéus com uma cinta cor branca sobre o vermelho e as abas para frente e para baixo, só aceitavam em seu bando negros africanos ou descendentes de africanos sem mistura de raças, eram extremamente racistas, o outro grande grupo eram os Guaimuns Ligados ao Partido Liberal, ou seja, aos Republicanos, os Guaiamuns dominavam a região central carioca, a chamada Cidade Nova. Sua origem era de mestiços, sendo que seus integrantes eram, na sua maioria, crioulos, homens livres, imigrantes e principalmente intelectuais. Sua divisa era um chapéu com uma cinta de cor vermelha sobre a branca, tendo as abas para frente e para cima.
Para que entendam melhor o meu raciocino quanto ao texto acima, é na questão de se a capoeira é indígena ou da Africa, até nas maltas de capoeira vemos essa divisão, pois Nagôas é um nome africano, Guaimuns um nome indígena.
Por outro lado, em São Paulo a capoeira primitiva das rodas de samba do bairro do Bixiga, tinha o nome de tiririca, um nome também indígena assim como a capoeira.
Eu sempre verifiquei em sites, livros antigos de capoeira, a discussão sobre ser de origem indígena ou africana, sou defensor que trata-se de uma arte genuinamente brasileira e que já existia no Brasil na época do descobrimento, e que era praticada pelos índios que habitavam a costa do nosso País, e cheguei a esta conclusão após ler a primeira revista de capoeira editada pelo Grão Mestre Pinatti na década de 1980, onde nesta revista existia o seguinte texto: No livro A ARTE DA GRAMÁTICA DA LINGUA MAIS USADA DA COSTA DO BRASIL – DO PADRE JOSÉ DE ANCHIETA, editado em l595, há citação de que "Os índios Tupi- Guarani se divertiam jogando Capoeira",
Mas sendo historiador e defensor de uma teoria que a capoeira trata-se de uma arte indígena, para mim esta citação não era apenas uma teoria, e sim uma prova, então resolvi ter acesso a tal obra literária e rara, onde o livro trata-se de uma espécie de dicionário escrito em um Português bem antigo, traduzindo o dialeto Tupi-Guarani, é um livro de 60 páginas, e infelizmente não existe a tal citação que por muito tempo eu defendi existir, mas como sei que sou um formador de opinião, não posso compactuar com mentiras, e venho aquí informar aos amigos capoeiristas e estudiosos, que tal referência trata-se de uma mentira inventada por algum defensor da mesma teoria que defendo quanto a origem, talvez, tenha mencionado tal livro por se tratar de uma obra raríssima, desta primeira edição original, impressa em Coimbra por Antonio de Mariz, que são conhecidos apenas doze exemplares. Outra referência da revista que cito é que: o Navegador Português Martins Afonso de Souza, observou tribos jogando capoeira, só que tudo sobre a primeira expedição colonizadora do Brasil, é narrada pelo irmão do navegador Martin Afonso de souza, Pero Lopez, e não pelo navegador. E também tive acesso a tal obra, DIÁRIO DE BORDO DE PERO LOPEZ, e infelizmente TAMBÉM não existe nenhuma citação quanto aos índios jogarem capoeira.
Portanto no papel de historiador, vou pesquisar agora quem lançou essas falsas referências, e vou continuar buscando provas sobre os indícios que tenho de que a capoeira trata -se de uma arte indígena, pois a própria palavra capoeira é de origem indígena, se fosse de origem da Africa teria que ter um nome africano pela lógica, existe vestígios que lí e observei, na Carta de Pero Vaz de caminha, e pela lógica, sabemos que os negros de diversas regiões trazidos para serem escravos no Brasil, também forma levados para outros países, e a capoeira nunca se manifestou em lugar algum se não no nosso formoso Brasil.
Em breve trarei mais informações aos amigos e seguidores.

Douglas Tessuto (Professor Pelicano) historiador da arte capoeira

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages