Capoeira Mulher e a Marchas das vadias em Belém. - Tucumã Brasil ® Oficial
Apoie este trabalho
Capoeira Mulher e a Marchas das vadias em Belém.

Capoeira Mulher e a Marchas das vadias em Belém.

Share This
“LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER”

No Canadá, um policial falou que se as mulheres quisessem evitar o estupro, deveriam parar de andar como vadias por aí, culpando a vítima pelos crime, ao invés do estuprador, reproduzindo uma visão cultural geral. Em resposta à isso, mulheres de todo o mundo, como Toronto, França, Alemanha, Jerusalém, Los Angeles, Chicago, Corea do Sul, Buenos Aires, Amsterdã, no Brasil em Belém, São Paulo, Recife, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Pelotas, Rio de Janeiro entre outras, saíram às ruas para gritar que se ser livre e ter direito de escolha é ser vadia, somos todas vadias.
Em 2011, tivemos um expressivo número de Mulheres nas ruas da capital paraense clamando pelo combate ao machismo, e toda e qualquer forma de opressão. Gritávamos por igualdade de gênero, autonomia de nossos corpos e por políticas públicas eficazes e que nos representassem enquanto Mulheres. Nesta segunda edição da Marcha das Vadias 2012 em Belém, vamos às ruas para dizer que o lugar da MULHER É ONDE ELA QUISER. Mostrar que possuímos livre-arbítrio para nos inserirmos em distintos âmbitos, sejam eles culturais, políticos, trabalhistas, estudantis, religiosos ou familiares. As conquistas que almejamos independem de raça, orientação sexual, credo, posição social e condição física. Pois somos iguais quando nos referimos às opressões que vivemos, às violências domésticas e sociais que sofremos e aos preconceitos que lidamos diariamente seja no trabalho ou na família. Somos iguais quando nos é vetado o direito de estar onde queremos, vestidas da forma que queremos e falando o que queremos. Por isso decidimos tomar as ruas, pois buscamos a independência da mulher, de viver por sua conta; de amar quem quer que deseje, ou quantas pessoas deseje. Buscamos a liberdade de ação, liberdade de amor e liberdade na maternidade. Vamos com ousadia e criatividade fazer com que nossas vozes ecoem para que ao longe se escute: EU SOU MULHER, E MEU LUGAR É ONDE EU QUISER!

A marcha teve a sua concentração na "escadinha" da Estação das Docas, onde percorreram a Avenida Presidente Vargas, fazendo o contorno na Praça da República através da Av. Nazaré, voltando pela Assis de Vasconcelos.
O movimento Capoeira Mulher de Belém do Pará, reuniu seus membros integrantes, amigos e colaboradores para se unirem nesta causa pela igualdade em nosso País. 

Confira algumas fotos:




































Popular Posts

Pages