Principais notícias

A capoeira e o novo Boom.

Quando comecei na capoeira aqui em Belém do Pará, era uma época do fenômeno das academias cheias, lotadas. Provenientes do filme intitulado: "Esporte Sangrento". Contudo, muitos dos professores e mestres da época não estavam preparados para tal acontecimento. Surgiram conflitos, problemas e as academias obtiveram o fenômeno inverso. Frequentar rodas de capoeira em Belém deixou de ser seguro, muitos iam para as rodas armados ou tinha o esquema "casinha" ou "cobrir". Também fui percebendo as novas tendências surgindo e os novos e velhos professores/mestres reaprendendo a trabalhar com capoeira. A maré começou a ficar calma, "rodar" roda começava a ser uma boa. Hoje, não importa se você é de um grupo pequeno ou grande, a capacidade é a mesma. Ferramentas como o youtube, orkut e facebook, ajudaram na propagação da cultura capoeira e tivemos a oportunidade de conhecer mestres que antes seria quase impossível para nós.
Observando a mídia hoje, você encontra vários comerciais que mostram a capoeira. Nocautear os adversários com meia-lua hoje é moda, ponteira então nem se fala(apesar de alguns tirarem o mérito da capoeira).
É crescente o número de praticantes no mundo inteiro e no Brasil observo a chegada de um novo "boom"
Instrutor Mac Iver e seu filho

Isso me leva a pensar...Estamos preparados desta vez?


Texto enviado pelo leitor:  Instrutor Mac Iver
E-mail: instrutormaciver@muzenzabelem.com
Tucumã Brasil © 2011 - Plataforma de Difusão Cultural

2 comentários:

  1. Essa insegurança acredito que ocorreu no Brasil todo, aqui em Londrina PR a coisa não foi diferente, muita gente deixou de treinar devido as várias brigas que aconteceram em locais públicos inclusive. A mentalidade deve ser diferente a partir de agora o que importa não é a camisa e o nome que se leva nela e sim o bem da Arte que tanto amamos a CAPOEIRA. Quando ocorrem ações como a que vc relatou todos saímos perdendo as pessoas não associam a um grupo e sim a toda a Capoeira. Deixar de ver os outros como inimigos e possibilitar um contato saudável com ela é que tornará ela cada vez mais forte.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Márcio pela sua opinião, ela é muito importante para nós!

    ResponderExcluir

Obrigado por dividir conosco sua opinião.
Para nós ela é muito importante!

Abraços,